De acordo com o mesmo advogado, "o pedido da defesa [do arguido] coincidiu com o do MP, tendo três dos cinco advogados das vítimas reclamado pena de prisão efetiva" para o homem de 41 anos.

As alegações finais do caso decorreram, hoje à tarde, à porta fechada no tribunal de Viana do Castelo.

O coletivo de juízes que preside ao processo marcou a leitura da sentença para dia 10 de abril, às 14:00.

Explicador de matemática e professor de karaté, o homem, casado e pai de uma filha menor responde pela prática de 159 crimes de abuso sexual de criança, na forma consumada e oito de atos sexuais com adolescentes, também na forma consumada.

O arguido terá praticado os crimes entre 2013 e 2015. Inicialmente o processo incluía 12 vítimas, mas uma das queixas foi, entretanto, arquivada por decisão da mãe do menor.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.