Fonte do Ministério da Administração Interna (MAI) confirmou hoje à agência Lusa que Eduardo Cabrita propôs a designação do atual segundo comandante da GNR para liderar a corporação.

De acordo com o MAI, a nomeação, que será feita pelo primeiro-ministro, depende do cumprimento dos procedimentos legalmente exigidos, designadamente a audição do Conselho de Chefes de Estados Maior.

Oficial do Exército, Botelho Miguel é segundo comandante-geral da Guarda Nacional Republicana desde maio de 2016 e está na corporação desde 2010.

Botelho Miguel vai substituir o general Manuel Mateus Couto, que vai sair da GNR por ter atingir o limite da idade.

A notícia sobre a escolha de Botelho Miguel para comandante-geral da GNR foi avançada pelo Diário de Notícias.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.