Escreve o El País que o criador do antivírus McAfee, John McAfee, foi encontrado morto esta tarde na sua cela na prisão de Brians 2, em Sant Esteve de Sesrovires, Barcelona, segundo fontes da polícia.

As autoridades estão a investigar o ocorrido, mas tudo aponta para suicídio, conforme relatado pelo Departamento de Justiça. Foi relatado que os médicos ainda tentaram manobras de reanimação, mas sem efeito.

McAfee aguardava extradição para os Estados Unidos depois de ter sido detido pela polícia no aeroporto de El Prat, a 3 de outubro de 2020, a pedido da justiça dos Estados Unidos, que acusa McAfee de ocultar milhões de dólares em impostos sobre os lucros supostamente obtidos em atividades como o comércio de criptomoedas.

Durante a audiência de extradição, o empresário, cuja dívida fiscal aos Estados Unidos se cifrava em mais de quatro milhões de dólares, assegurou ter pagado "milhões de dólares em impostos" e disse ser vítima de uma perseguição política por ter denunciado corrupção na agência tributária norte-americana. "Não existem provas que sustentem que tal coisa pudesse estar a acontecer", respondeu a Audiência Nacional.

O informático de 75 anos, nascido em Inglaterra, fundou a McAfee Associates em 1987, acabando por se demitir da empresa em 1994.

Em 2012, McAfee foi procurado pelo alegado homicídio de outro cidadão norte-americano no Belize. McAfee negou qualquer envolvimento na morte do americano Gregory Faull e disse estar a ser perseguido e recear pela própria vida no Belize.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.