O governo solicitou a autópsia do animal, um elefante fêmea asiático domesticado que morreu na cidade de Kegalle, a 80 quilómetros de Colombo, capital do país.

Segundo Jayantha Jayewardene, especialista em elefantes, Tikiri foi vítima de maus-tratos. "Ela estava gravemente desnutrida", disse à AFP. "É incrível que tenha vivido tanto tempo".

O animal foi confiscado no mês passado, quando participou no conhecido desfile anual no Templo do Dente, na cidade de Kandy, depois de as imagens de Tikiri desencadearem uma polémica nas redes sociais.

O desfile forçou o animal a andar vários quilómetros com uma roupa pesada vestida. Lek Chailert, fundador da Save Elephant Foundation, explicou nas redes sociais que os espetadores não estavam cientes da fraqueza de Tikiri, que piorou devido à roupa.

Após o escândalo, o ministro da Vida Selvagem, John Amaratunga, solicitou uma investigação.

O Templo do Dente é o lugar mais sagrado do budismo no Sri Lanka e a cada ano celebra um festival no qual participam quase cem elefantes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.