De acordo com o The Guardian, a mulher de Omar Mateen terá dito às autoridades norte-americanas que tentou falar com o marido para o demover da sua intenção.

“Se é verdade que ela sabia o que ia acontecer e tentou falar com ele sobre isso, então é possível que exista uma ação penal contra ela. E pode haver mais algum tipo de envolvimento da sua parte, então tudo tem de ser investigado", afirmou Peter King, presidente do Comité de Segurança Interna Contra a Espionagem e o Terrorismo.

As autoridades norte-americanas não põem de lado a hipótese de Omar Matteen ter recebido ajuda de uma ou mais pessoas para concretizar o atentado de domingo na cidade de Orlando.

De acordo com a NBC News, o envolvimento de Noor Zahi Salman vai mais longe. Segundo várias fontes ligadas ao caso, a mulher de Mateen esteve com ele no momento em que comprou as munições e Noor terá dito ao FBI que chegou a levar o marido até ao bar Pulse.

Segundo as autoridades norte-americanas, Noor Zahi Salman tem estado a colaborar com informações para a investigação do caso. Noor pode ver a acusação concretizada esta quarta-feira, disse uma fonte policial à Reuters.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.