“Israel leva muito a sério os ataques contra [o seu território] (…) pelo Hamas e pela Jihad Islâmica da Faixa de Gaza”, disse Netanyahu em conferência de imprensa, prometendo que o exército israelita “responderá com a força a estes ataques”.

Entretanto, a Jihad Islâmica felicitou a resistência armada palestiniana pelo ataque contra Israel a partir da Faixa de Gaza hoje de manhã, que segundo a agência de notícias espanhola Efe terá causado um ferido ligeiro e que aconteceu dias depois da morte de milhares de milicianos alvo do fogo israelita.

A fronteira entre Gaza e Israel tem vivido momentos de tensão nas últimas semanas, com os palestinianos a promoverem protestos contra o bloqueio imposto por Israel e pelo Egito, após a chegada ao poder do Hamas, em janeiro de 2006.

Pelo menos 110 palestinianos morreram desde 30 de março em resultado de ações israelitas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.