Quem venceu?

O ator norte-americano Johnny Depp venceu hoje o processo de difamação contra a ex-mulher Amber Heard, depois de sete jurados terem decidido a seu favor por unanimidade no tribunal de Fairfax, no estado norte-americano da Virgínia.

O júri sentenciou Amber Heard por difamação, condenando-a a pagar 15 milhões de dólares (cerca de 14 milhões de euros) por danos.

Uma oficial de justiça do tribunal leu em voz alta o veredito do júri, dizendo que a também atriz proferiu declarações difamatórias para com Johnny Depp.

O júri também considerou que Amber Heard agiu com “malícia real”, indicando convicção de que a artista fez as declarações sabendo que eram falsas.

Mas Johnny Depp não foi também condenado?

Sim. O júri considerou provados um dos pontos apresentados pela atriz, no qual Heard afirmava ter sido difamada por declarações do advogado de Depp, Adam Waldman, ao Daily Mail sobre as alegações de abuso, que o jurado considerou ter sido prestadas a mando de Johnny Depp.

Depp foi assim condenado a indemnizar a ex-mulher em dois milhões de dólares.

No entanto, quer pelo valor da indemnização, quer pelo facto de a imputação ser, neste caso, feita às palavras do advogado do ator e não ao próprio ator, a que se junta o facto de Depp ter sido ilibado das outras duas acusações, esta condenação não altera a balança do que é a leitura generalizada que tem sido retirada desta decisão: a vitória do ator.

Quanto tempo demorou o julgamento?

O julgamento durou sensivelmente seis semanas — quase dois meses —, tendo sido marcado pelo facto de ter sido televisionado e transmitido online, o que lhe conferiu uma proporção mediática gigantesca.

A decisão unânime do júri foi tomada após treze horas de deliberação.

Quem fez parte do júri?

A identidade do júri é secreta e permanecerá assim durante o período de um ano. Tudo o que se sabe é que é composto por sete pessoas, cinco homens e duas mulheres com idades entre os 20 e os 60 anos.

Onde estava Johnny Depp?

Johnny Depp não esteve presente da audiência desta quarta-feira, tendo assistido por videoconferência a partir do Reino Unido - o que mereceu críticas por parte dos advogados de Amber Heard, que disseram que a ausência "mostra as suas prioridades".

O ator estava numa viagem de trabalho, tendo também aproveitado para subir ao palco para tocar com o músico Jeff Beck esta terça-feira, em Londres.

O que disse Amber Heard após conhecer a decisão?

A atriz reagiu à decisão do tribunal através das redes sociais. "A decepção que sinto hoje está além das palavras. Estou com o coração partido pela a montanha de evidências não ser suficiente para resistir ao poder desproporcional e influência do meu ex-marido", escreveu.

Amber Heard disse ainda estar "mais desapontada" pelo que este "veredito significa para outras mulheres". "É um retrocesso. Atrasa o relógio para uma época em que uma mulher que se manifestou poderia ser envergonhada e humilhada publicamente. Afasta a ideia de que a violência contra as mulheres deve ser levada a sério", disse, sublinhando acreditar "que os advogados de Johnny conseguiram fazer com que o júri ignorasse a questão-chave da liberdade de expressão e ignorasse evidências tão conclusivas de que vencemos no Reino Unido".

"Estou triste por ter perdido este caso. Mas estou ainda mais triste por parecer ter perdido um direito que eu achava que tinha como americana — de falar livre e abertamente", concluiu.

O que disse Johnny Depp após conhecer a decisão?

"Há seis anos, a minha vida, a vida dos meus filhos, a vida das pessoas mais próximas a mim, e também a vida das pessoas, que por muitos e muitos anos me apoiaram e acreditaram em mim, mudaram para sempre", escreveu Johnny Depp nas redes sociais.

Depp afirmou que toda a sua vida mudou num "piscar de olhos" com "alegações falsas, muito sérias e criminais" feitas contra si através dos media, o que, segundo o ator, "desencadeou uma enxurrada interminável de conteúdo odioso"."(...) Embora nenhuma acusação tenha sido feita contra mim", sublinhou.

Vincando que as acusações da ex-mulher tiveram um "impacto sísmico", Depp agradeceu: "seis anos depois, o júri devolveu-me a vida".

"Desde o início, o objetivo deste caso era revelar a verdade, independentemente do resultado. Dizer a verdade era algo que eu devia aos meus filhos e a todos aqueles que permaneceram firmes em meu apoio. Sinto-me em paz sabendo que finalmente consegui isso", concluiu o ator.

O que estava em causa?

Johnny Depp processou a ex-mulher Amber Heard por um artigo de opinião que a atriz publicou no jornal "The Washington Post" em dezembro de 2018, no qual se descreveu como uma "figura pública que representa o abuso doméstico".

Apesar de a atriz não ter mencionado o nome de Depp, este pediu 50 milhões de dólares de indemnização. Numa contra-acusação, Heard exigiu 100 milhões de dólares, sob a alegação de ter sofrido "violência física e abusos desenfreados".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.