Enquanto esperava pelo presidente da China, Xi Jinping, Putin sentou-se ao piano e tocou duas músicas: "Evening Song", de Vasily Solovyov-Sedoi e "Moscow Windows", de Tikhon Khrennikov. Ambas as canções são do final dos anos 1950, quando Putin, de 64 anos, era uma criança e a União Soviética estava a emergir da sombra de Estaline, que morreu em 1953.

O recital improvisado circulou rapidamente nos media russos e mostrou um lado mais "suave" de Putin, um líder autoritário que está no poder desde 1999.

"Evening Song" foi escrito em 1957 e é considerado um hino não-oficial de São Petersburgo, a cidade natal de Putin, anteriormente conhecida como Leninegrado. Na década de 1980, os fãs da equipa de futebol de St. Petersburg Zenit transformaram-no num hino não-oficial para a equipa. Quanto a "Moscow Windows" é uma melodia sobre a amizade. Nos dois casos, Putin não teve acompanhamento vocal. 

Contudo, esta não foi a primeira vez que o líder russo tocou música em público. Em 2010, tocou "Blueberry Hill" num evento de caridade, com a participação de celebridades como os atores Sharon Stone e Gérard Depardieu em São Petersburgo e "Moscow Windows" num evento em 2014, no Instituto de Física de Engenharia de Moscovo.

O porta-voz de Putin, Dmitri S. Peskov, disse aos jornalistas em Pequim que "enquanto Putin estava à espera de uma reunião bilateral com Xi Jinping, o presidente preparou-se para a reunião e também tocou piano", cita o New York Times.

Quanto aos chineses, não pareceram divertir-se com o facto de Xi Jinping tivesse sido "esquecido" até certo ponto na sua própria conferência. Assim, os meios de comunicação chineses fizeram pouca menção à performance do presidente russo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.