"Na terça-feira, dia 10 de janeiro, vou regressar a minha casa, em Chicago, para me despedir de vocês", disse Barack Obama num pequeno texto publicado esta segunda-feira, recordando a tradição que remonta à presidência de George Washington.

O Presidente, ao revelar que já começou o rascunho do texto que será lido na próxima semana, vincou os temas que vão marcar o discurso: o seu mandato e os tempos que estão para vir.

"Vejo [o discurso] como uma oportunidade para agradecer esta extraordinária aventura, para reconhecer a forma como vocês mudaram este país para melhor ao longo de oito anos e para fazer algumas reflexões sobre nosso futuro", explicou.

O Presidente democrata, de 55 anos, vai passar o comando dos Estados Unidos da América, no dia 20 de janeiro, ao republicano Donald Trump.

"Ser vosso presidente foi um privilégio na minha vida. Continuarei ao vosso lado como cidadão", escreveu Obama na rede social Twitter, quando ainda estava com a sua família de férias no Havai.

"A mudança chegou aos Estados Unidos", afirmou o primeiro presidente negro da história do país há oito anos, na noite da sua vitória, a 5 de novembro de 2008. "Se alguém duvida que os Estados Unidos são um lugar onde tudo é possível  (...) a resposta está aqui, esta noite", sublinhou diante de dezenas de milhares de pessoas reunidas no Grant Park, um imenso jardim público localizado entre o lago Michigan e os arranha-céus de Chicago.

No dia 10 de janeiro, Obama falará pela última vez como Presidente dos Estados Unidos da América no centro de conferências McCormick Place, o mesmo local onde, também, falou depois de sua reeleição em 2012. E onde, provavelmente, falaria se concorresse a um terceiro mandato e vencesse. Algo que, não sendo possível, o democrata acredita que conseguiria, caso defrontasse Donald Trump. E por uma única razão: Obama acredita que abraçou o país com a sua visão política, o "Yes, we can" [sim, nos podemos], que em oito anos foi o mote da sua presidência.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.