"Garantir o reforço dos meios disponíveis na rede externa é a prioridade número um do Ministério dos Negócios Estrangeiros", afirmou o chefe da diplomacia portuguesa durante uma audição conjunta da comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas e de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, no âmbito do debate sobre a proposta do Orçamento do Estado (OE) para 2017.

"Conseguimos estancar a sangria de quadros no que diz respeito à rede externa em 2016, mas é preciso reforçar os meios disponíveis", acrescentou.

Santos Silva adiantou que será aberto um concurso para novos adidos e que deverão ser preenchidos até 59 novos postos de trabalho na rede externa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.