Esta posição foi transmitida por Ana Catarina Mendes em conferência de imprensa, na Assembleia da República, pouco depois de Rui Rio ter anunciado que o PSD votará na sexta-feira, na generalidade, contra a proposta de Orçamento do Estado para 2020.

"O presidente do PSD não apresentou a real razão pela qual não quer votar esta proposta de Orçamento do Estado, porque falou para dento do seu próprio partido, para a disputa interna e para os seus adversários. Rui Rio anunciou o voto contra aos seus adversários", sustentou a presidente do Grupo Parlamentar do PS.

Perante os jornalistas, Ana Catarina Mendes acusou o PSD de nunca ter votado a favor de orçamentos que "repuseram rendimentos, que aumentaram pensões, criaram emprego e baixaram impostos".

"Nunca o PSD esteve ao lado desta agenda progressistas. Por isso, não é de espantar que, num clima de eleições internas, o PSD volte a votar contra uma excelente proposta de Orçamento - um instrumento que aumentará as verbas para o Serviço Nacional de Saúde, que atualiza as pensões e que, pela primeira vez, ao fim de 20 anos, cumpre o princípio da atualização salarial na administração pública", referiu.

Para a presidente do Grupo Parlamentar do PS, "não é de estranhar que, num clima de eleições internas, Rui Rio se tenha esquecido de falar aos portugueses".

"Não apresentou uma única proposta, mas falou para os seus adversários internos. Isso é pena, porque é o país que perde", acrescentou.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.