Mais de 70 bombeiros estiveram envolvidos no combate ao fogo, que levou três horas para controlar.

As causas do incêndio que atingiu o zoo, localizado na zona central de Regent’s Park, ainda são desconhecidas.

Algumas das pessoas assistidas, todos funcionários do zoo da capital britânica, também apresentavam sinais de estado de choque.

O animal que morreu é um porco formigueiro. Quatro suricatas estão dadas como desaparecidas na sequência do incêndio que afetou o café e a loja do zoológico londrino.

“Cerca de metade do café e da loja do zoo, que também têm uma área com animais, está destruída agora”, disse um porta-voz da brigada anti-incêndios de Londres, à comunicação social local.

As instalações do zoo foram encerradas por causa do fogo e vão permanecer fechadas até estar concluída a investigação do incidente.

“O zoo vai continuar fechado até novo aviso e vamos trabalhar em estreita colaboração com os investigadores para determinar as causas do incidente”, acrescentou a mesma fonte.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.