Uma visita com 88 anos de atraso

Foi a primeira vez desde 1928 que um presidente norte-americano visitou Cuba. Obama viajou até à América Central para dar mais um passo importante para a normalização das relações diplomáticas entre os dois países, que foram cortadas em 1961. Na imagem vemos o Air Force One a sobrevoar Havana. Foto de Yander Alberto Zamora.

O terror em Bruxelas

Na manhã de 22 de março, dois homens bomba fizeram-se explodir em Bruxelas, no aeroporto e na estação de metro de Maelbeek, causando 300 feridos e 35 mortos. O ataque foi reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico. Na imagem vemos uma hospedeira ferida pela explosão do aeroporto. Foto de John Thys.

A noite dos discursos insólitos que afastou Dilma da presidência

A 17 de abril, o Brasil assistiu a um momento histórico: o processo de destituição de Dilma Roussef. A presidente acabaria por ser afastada do cargo provisoriamente, com 367 votos a favor e 137 contra. A sessão acabou por ficar marcada pelos discursos dos membros do Congresso. Houve quem dedicasse o seu voto a Deus, aos seus filhos ou até aos maçons do Brasil. Foto de Iano Andrade.

Marcelo em Moçambique para um "pé de dança"

Desde que foi eleito Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa não tem parado. Em maio, em visita oficial a Moçambique, Marcelo dançou com um grupo de meninas de uma escola. Foto de João Relvas.

"No hay comida" na Venezuela

Na Venezuela vive-se um problema de escassez de comida. O elevado grau de dependência do país em relação a bens importados, a queda nos preços do petróleo e o controlo do Estado na distribuição de produtos básicos empurraram o país para uma crise que tem chamado a atenção do mundo. A imagem desta manifestante com um cartaz onde se pode ler "não há comida" transformou-se no símbolo desta crise. Foto de Federico Parra.

António Costa e Marcelo debaixo do mesmo chapéu em Paris

Juntos em Paris, o Presidente da República e o chefe do governo partilharam o mesmo palco. Na imagem vemos Costa a segurar o chapéu-de-chuva a Marcelo, numa coligação inversa à que se passava em território nacional. A foto do Público foi bastante partilhada e comentada com a analogia entre as ideologias políticas de direita e esquerda. Fotografia de Daniel Rocha.

Portugal no Euro 2016

"Teremos sempre Paris", dirão os portugueses quando recordarem o Euro 2016. Portugal venceu o seu primeiro título com a Seleção A ao derrotar os anfitriões da competição. Uma espécie de vingança pela "tragédia grega" no Euro 2004. Foto de Michael Sohn.

Pokemon GO!

O jogo de realidade aumentada fez parar o mundo; e até a própria Niantic. No dia do lançamento eram esperados um milhão de jogadores, mas em vez disso 21 milhões de pessoas descarregaram e jogaram, deitando abaixo os servidores. O fenómeno pôs os fãs da anime japonesa a correr as ruas de telemóvel na mão. Em cima vemos um grupo de jovens, em Paris, a jogar o famoso jogo. Foto de Etienne Laurent.

Terror em Nice, no dia de França

Na noite de 14 de julho, um camião avançou sobre a multidão que assistia ao fogo-de-artifício no Passeio dos Ingleses, em Nice. Em França comemorava-se o dia da Tomada da Bastilha, feriado nacional no país. Morreram 84 pessoas. A imagem de uma vítima com uma boneca ao lado correu as redes sociais e foi divulgada na imprensa, tornando-se testemunho da tragédia. Foto de Eric Gaillard.

O povo que salvou o presidente contestado

Na noite de 15 de julho, uma fação das Forças Armadas turcas tentaram fazer um golpe de Estado na Turquia. O ato inesperado resultou em milhares de detenções e centenas de mortes. Os turcos responderam ao apelo do presidente e sairam à rua para impedir o golpe. Na imagem, vê-se o povo a derrubar um tanque dos militares. Foto de Tolga Bozoglu.

Em Auschwitz para pedir "piedade"

Na Polónia, para presidir às Jornadas Mundiais da Juventude, o Papa Francisco visitou o antigo campo de concentração de Auschwitz. No livro de visitas deixou as seguintes palavras: "Senhor, tem piedade do teu povo. Senhor, perdoa tanta crueldade". Foto de Pawel Supernak.

O inferno que caiu sobre a Madeira

Portugal está a ter um verão muito complicado no que toca aos incêndios, e já é o país da União Europeia com mais área ardida. O caso da Madeira chegou além-fronteiras, com um cenário dantesco a deixar o mundo em sobressalto. Foto de Gregório Cunha.

O abraço do Presidente dos afetos

Depois de visitar o norte do país, massacrado pelos incêndios, Marcelo voou até à Madeira. Durante a visita, o Presidente deparou-se com um homem, devastado pelas suas perdas, e deu-lhe um abraço, que foi registado pelas câmaras. Fotografia de João Porfírio. 

As favelas ficaram fora dos Jogos

Esta foi uma das fotos que mais vezes foi partilhada nas redes sociais. A imagem captura o momento da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos em que é lançado o fogo-de-artifício. O fotógrafo captou esse momento, mas de uma favela, mostrando os habitantes do bairro a assistir. A foto é ilustrativa da dicotomia riqueza/pobreza no Brasil, que levou vários manifestantes para as ruas do Rio de Janeiro. Os manifestantes contestam os gastos com os Jogos Olímpicos face às condições de vida de muitos brasileiros. Foto de Tércio Teixeira

Bolt corre, sorri e vence. Por esta ordem

Bolt já é uma lenda do atletismo. Nestes Jogos já conquistou duas medalhas de ouro. Na semifinal dos 100 metros, Bolt, já com um significativo avanço, enquanto corria virou a cara para o lado e sorriu para as câmaras. Apurou-se para a final e venceu o ouro. Foto de Cameron Spencer.

O menino de Alepo

Omnran Daqneesh tornou-se no ícone da guerra civil na Síria. O menino de 5 anos ficou ferido quando uma bomba, proveniente de um ataque aéreo, explodiu perto de si. Ele e a sua família acabariam por sobreviver, salvos por um grupo de médicos de Alepo. Foto do médico Osama Abu al-Ezz.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.