Um homem de 61 anos morreu na cidade de Kimitsu, na sequência de uma queda quando tentava reparar o telhado de casa, à semelhança de um homem de 94 anos, em Isumi, e outro em Ichihara, de acordo com bombeiros locais citados pela agência de notícias japonesa Kyodo.

Além disso, mais de 100 pessoas ficaram feridas enquanto reparavam telhados ou tubos de drenagem.

O governo da província, que estima que cerca de 6.300 casas tenham sido danificadas pelo tufão Faxai, pediu aos moradores que procurem ajuda profissional quando for necessário efetuar reparações em locais elevados, para garantir a segurança.

Dez dias após a passagem do tufão Fixai pelo Japão, cerca de 37.000 casas continuavam sem eletricidade. De acordo com a empresa do fornecedor Tokyo Electric Power Company (Tepco), em algumas áreas a energia só poderá ser restaurada no final deste mês.

Falhas de energia e falta de água causadas pela passagem do Faxai também foram associadas à morte de várias pessoas nos dias seguintes à passagem da tempestade, que causou o caos no sistema de transportes da região e no aeroporto de Narita, que serve a área metropolitana de Tóquio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.