Segundo Luís Matias, presidente daquele município do distrito de Coimbra, o evento é apenas"um pretexto para o público visitar Penela, vila que se desenvolveu à volta do seu castelo medieval, que teve papel importante na defesa da linha do Mondego no tempo da reconquista".

"Recuperámos o presépio tradicional português e pegámos naquilo que é a identidade e a memória do espaço em que estamos inseridos e, em cima disso, temos vindo a criar vários motivos para visitar o concelho", sublinhou hoje o autarca, na apresentação da iniciativa à comunicação social.

É dentro de uma tenda no espaço interior das muralhas do castelo que o Penela Presépio, o maior evento da região ligado ao Natal, se distribui por uma área de 600 metros quadrados, com múltiplos cenários e cerca de 200 figuras, a maioria delas animadas, com recurso às novas tecnologias.

Salientando que o evento é um "momento de encontro da família", Luís Matias salientou o seu crescimento em área de exposição de figuras, mas "fundamentalmente naquilo que é a qualidade da organização e que tem resultado num número cada vez maior de visitantes". O desafio anual é "ser cada vez melhor naquilo que faz para trazer mais pessoas ao concelho", acrescenta.

Nos últimos anos, o município desafiou a comunidade criativa local para, com recurso às novas tecnologias, "recriarem aquilo que era o presépio tradicional e, portanto, no processo de criação e construção do presépio, utilizar a tecnologia 3D para conseguir juntar o que era mais tradicional e clássico com aquilo que é mais moderno e digital", diz Luís Matias.

Na edição deste ano, que é a 11.ª, o evento vai apresentar, pela primeira vez, um parque radical para crianças, de forma a tornar o evento mais atrativo para o público infantojuvenil.

O Penela Presépio tem um custo de 100 mil euros para o município de Penela, que apenas consegue arrecadar de receita com as entradas 60 mil euros, situação desvalorizada por Luís Matias, que fala num retorno financeiro para a economia local do concelho na ordem dos 500 mil euros.

"O saldo negativo que temos é muito menos do que aquilo que muitos municípios gastam em iluminações de Natal", finaliza o autarca.

O evento inclui ainda um presépio animado com figurantes reais e um mercadinho de Natal no castelo, além de um presépio tradicional e uma exposição de ferromodelismo no Espinhal.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.