“As imagens que podem ver de Osaka [na Cimeira do G20, no Japão] mostram que a chanceler está perfeitamente ativa e de boa saúde. Está a fazer o seu trabalho e a participar em todas as reuniões previstas”, disse a porta-voz, Martina Fietz, à imprensa em Berlim.

Angela Merkel viajou na quinta-feira à tarde para o Japão, onde já se reuniu com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e com homólogos da União Europeia (UE), e falou em público.

Horas antes de partir para Osaka, Merkel participou numa cerimónia oficial em Berlim com o presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier, durante a qual sofreu uma crise de tremores aparentemente incontroláveis.

Dez dias antes, numa cerimónia com o novo presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, Merkel tinha sofrido uma crise semelhante, que na altura justificou com desidratação num dia de intenso calor.

Os diários Stuttgarter Zeitung e Stuttgarter Nachrichten citam hoje fontes próximas do governo segundo as quais Angela Merkel atribuiu a crise de quinta-feira a uma reação psicológica ao episódio de espasmos que sofreu dias antes.

“Não há razão para preocupação. Lembrar-se do episódio da semana passada levou à situação de hoje [quinta-feira], é um processo psicológico”, disseram as fontes.

Angela Merkel, 64 anos, lidera o Governo da Alemanha desde 2005.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.