Em causa está o “novo tarifário de portagem” na rede de autoestradas da Brisa Concessão Rodoviária, informa a empresa em comunicado hoje divulgado, apontando que, no caso da A2, que liga ao Lisboa ao Algarve, e da A6, entre Marateca e Caia, o aumento é de 25 cêntimos.

O quarto maior aumento verifica-se na A3, que liga o Porto a Valença, de 20 cêntimos.

Já a empresa Infraestruturas de Portugal vai aumentar, a partir de segunda-feira, os preços praticados nas portagens em 161 troços de autoestrada, abrangendo o equivalente a 32% da rede, com acréscimos entre cinco a 10 cêntimos.

Infraestruturas de Portugal aumenta um terço das portagens nas autoestradas até 10 cêntimos
Infraestruturas de Portugal aumenta um terço das portagens nas autoestradas até 10 cêntimos
Ver artigo

A empresa pública justifica, em comunicado hoje divulgado, que esta variação das tarifas para o próximo ano resulta da “evolução positiva do valor do Índice de Preços ao Consumidor sem Habitação”, que se fixou em 1,42%, segundo dados divulgados em outubro passado.

O método de atualização das portagens inclui um mecanismo de arredondamento das taxas para o múltiplo de cinco cêntimos mais próximo. Ou seja, se os aumentos forem inferiores a 2,5 cêntimos, a portagem manter-se-á inalterada. No entanto, se o aumento for superior a 2,5 cêntimos, há um arredondamento automático para cinco cêntimos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.