Em comunicado, a PJ adianta que a extradição do homem, de 52 anos, surgiu após condenação pela prática dos crimes de roubo agravado e sequestro, cometidos no ano de 2013, na região de Montemor-o-Novo, no distrito de Évora.

Segundo a PJ, o arguido fora condenado a pena de prisão de sete anos e seis meses de prisão efetiva, por ter sido o instigador dos crimes de roubo e sequestro sobre duas vítimas, de nacionalidade estrangeira, que se deslocaram a território português para efetuar a entrega de uma encomenda de cães de raça, no valor estimado de 42.500,00 euros.

No local onde deveria ser efetuada a entrega, refere a PJ, as vítimas foram abordadas por cinco homens, os quais, mediante ameaça de arma de fogo se apoderaram dos cães, bem como do veículo onde os mesmos se encontravam.

“Na sequência das diligências efetuadas veio a ser possível identificar e reunir suporte probatório que conduziu à identificação do instigador dos crimes, indivíduo agora detido e alvo de extradição, bem como de três dos cinco autores materiais, tendo todos sido condenados a penas de prisão efetiva”, indica a PJ.

Foi ainda possível recuperar alguns dos cães roubados, que estavam em cativeiro, em instalações de um dos condenados.

A PJ diz ainda que a extradição ocorreu recentemente, mediante entrega do detido pelas autoridades espanholas, tendo os serviços da Polícia Judiciária procedido ao seu transporte para território nacional e posterior entrega aos Serviços Prisionais, para cumprimento da pena de sete anos e seis meses de prisão a que fora condenado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.