“Saudações ao Presidente @JoeBiden, com meus melhores votos e a esperança de que os EUA continuem a ser a terra dos livres e o lar dos corajosos”, escreveu Bolsonaro na rede social Twitter, reproduzindo o último verso do hino norte-americano.

“Estarei pronto a trabalhar com o novo governo e dar continuidade à construção de uma aliança Brasil-EUA, na defesa da soberania, da democracia e da liberdade em todo o mundo, assim como na integração económico-social em benefício dos nossos povos”, acrescentou.

Bolsonaro foi o último Presidente entre as grandes economias do mundo a felicitar Biden, ficando mesmo atrás do Presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Admirador declarado do Presidente cessante norte-americano, Donald Trump, derrotado por Biden em novembro, Bolsonaro atrasou até ao máximo reconhecer a derrota de seu principal aliado no mundo.

O reconhecimento de Bolsonaro sobre o resultado das eleições norte-americanas ocorreu um dia depois de o Colégio Eleitoral dos Estados Unidos da América ter confirmado a vitória de Joe Biden.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.