De acordo com os dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), a produção aumentou em dezembro último, com 8.749 novos veículos produzidos, mais 33,5% face ao período homólogo de 2015, mas apesar desta subida – que “interrompe a tendência dos meses anteriores, que têm sentido quebras na produção” -, em termos acumulados, “2016 fica 8,6% abaixo do ano anterior”.

No mês de dezembro registou-se um acréscimo de 57,9% na produção de ligeiros de passageiros face ao mês homólogo, com mais 6.382 novas viaturas.

Já no segmento de ligeiros de mercadorias foram produzidas 1.996 novas viaturas, representando uma quebra de 6,6% face a dezembro de 2015, ao passo que nas viaturas pesadas “a quebra foi menos acentuada (-1,1%)”, com 371 novas unidades produzidas, revela a ACAP.

Em termos acumulados, de janeiro a dezembro de 2016, foram produzidos em Portugal 143.096 novos veículos automóveis, ou seja, menos 8,6% do que no período homólogo do ano anterior.

Quanto às exportações, e em termos acumulados, registou-se “um decréscimo no número de viaturas exportadas” em 2016 face ao ano anterior.

De janeiro a dezembro de 2016 foram exportadas 136.369 viaturas, uma quebra de 9,2% face ao período homólogo de 2015, com 150.240 viaturas exportadas nesse ano, segundo a ACAP.

A Europa continua a ser o mercado que mais recebe veículos automóveis produzidos em Portugal, totalizando 90,4% das exportações, com a Alemanha a representar 23,1% do total de veículos exportados, seguida de Espanha (15,4%) e do Reino Unido (11,5%).

Fora da Europa, a Ásia é a região onde se verifica o valor mais expressivo (7,2%) sendo que a China continua a ser o país que mais importa carros fabricados em Portugal (6,2%).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.