O comandante nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes, disse ainda que Leiria, Beja, Évora e Portalegre encontram-se em alerta amarelo.

Falando na sede da ANEPC em Carnaxide, em Oeiras, André Fernandes indicou que no distrito de Lisboa e Setúbal há várias estradas e linhas de comboio cortadas.

"Temos as vias cortadas no IC 20. No acesso à Costa da Caparica, no distrito de Setúbal, temos a radial de Benfica, em Lisboa, cortada em ambos os sentidos por inundação e temos a circulação [ferroviária] interdita na Linha do Norte, entre Oriente e Alverca", adiantou.

Também o acesso às estações de comboio, nomeadamente na Linha de Cascais, em Algés, está cortado.

"A Linha de Sintra, na estação da Amadora, também está cortada por inundação", sublinhou.

 André Fernandes acrescentou que os acessos às estações de Alcântara e Campolide, em Lisboa, estão interditos devido a inundação.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que prevê chuva forte e trovoada até às 02:30, havia colocado durante a noite os distritos de Lisboa, Faro e Santarém em aviso vermelho.

De acordo com o IPMA, o aviso vermelho, o mais grave de uma escala de três, é emitido sempre que existe uma situação meteorológica de risco extremo.

Setúbal, Leiria e Beja foram colocados em aviso laranja e os restantes distritos em amarelo.

O aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.