Carlos Pereira lembrou as promessas efetuadas e não cumpridas pelo presidente do Governo Regional e líder do PSD/Madeira, Miguel Albuquerque, nomeadamente a ligação por ferry entre a Madeira e Continente, o novo hospital, o avião cargueiro e, ainda, a restruturação dos portos, que "continuam a ser os mais caros do país e da Europa, penalizando a economia regional".

O líder socialista madeirense abordou, ainda, aquilo que classificou de "crise governativa", dizendo que as "alterações sucessivas no Governo revelam uma instabilidade muito grande", de que o setor da Saúde é o "mais evidente", mas não "único".

"O Governo Regional apenas fez uma alteração pontual, que é uma espécie de paliativo, que não resolve o problema estrutural", disse, numa alusão à nomeação, em 20 meses, de três secretários regionais para a pasta da Saúde, o último dos quais no final de dezembro.

Nesse sentido, Carlos Pereira anunciou que o PS/M "tomará medidas, nos próximos dias, exigindo que o Governo Regional cumpra as suas promessas", por haver "uma evidente frustração dos madeirenses e porto-santenses, que naturalmente esperavam uma renovação mais profunda, que demarcasse a governação do PSD das clientelas e cumplicidades do passado".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.