A comissão parlamentar de Saúde esteve hoje a debater a questão da gestão do hospital de Braga, que será revertido de parceria público-privada para entidade pública empresarial.

O deputado social-democrata Ricardo Batista Leite pediu que a ata da reunião fosse enviada para o Ministério Público para que possam ser averiguados os fundamentos e questões relativas a declarações do PCP sobre a alegada marcação indevida de muitas das consultas de oftalmologia no hospital de Braga como primeiras consultas.

Batista Leite explicou à agência Lusa que caso as consultas fossem quase todas marcadas como primeiras consultas de especialidade, que têm um custo superior, o Estado poderia estar a ser lesado e que considera importante que o Ministério Público averigue se há fundamento nas declarações da deputada Carla Cruz, do PCP.

Segundo Carla Cruz, muitos casos de consultas que o hospital de Braga marca como primeiras consultas não serão efetivamente primeiras consultas de especialidade.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.