“Foi uma noite mais calma no que diz respeito ao pedido de socorro. Registámos 100 ocorrências durante a noite a juntar às já verificadas no dia de ontem [quinta-feira]. Neste momento temos contabilizadas 2.093 ocorrências sobretudo associadas a inundações em edificações urbanas em particular em caves, rés-do-chão, sejam eles edifícios comerciais ou habitacionais”, disse à Lusa Pedro Araújo da ANEPC.

Durante esta madrugada, os distritos de Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal e Faro estiveram em aviso laranja devido à previsão de chuva forte, o segundo mais grave do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A mesma fonte adiantou que nas últimas horas não tiveram registo de desalojados, nem de vítimas resultantes das intervenções que foram feitas.

De acordo com Pedro Araújo, Lisboa foi o distrito com mais ocorrências, tendo sido registadas 464, seguida de Setúbal com 151, Santarém 87, Leiria 63 e Faro 53.

“Ainda temos um conjunto de ocorrências a serem intervencionadas pelos agentes de proteção civil em particular pelos serviços municipais de proteção civil, pelas respostas municipais e pelos corpos de bombeiros com operações de esgotamento de água e de limpeza de vias. Estas ocorrências foram verificadas maioritariamente no distrito de Lisboa, que tem o grosso de ocorrências, mas também nos distritos de Leiria, Setúbal Santarém e Faro que são aqueles que concentram o maior numero de intervenções”, disse.

Contactado pela Lusa cerca das 08:00, fonte do Regimento Sapadores Bombeiros de Lisboa disse à Lusa que desde as 00:00 de hoje registaram cinco ocorrências sem gravidade.

“Entre as 18:00 de quarta-feira e as 00:00 de hoje foram registadas 464 ocorrências, 402 delas inundações. Todas as ocorrências estão fechadas com exceção de uma inundação de um -5 no Campo Grande”, disse a mesma fonte.

Todos os distritos do continente estão sob aviso amarelo até às 15:00 de hoje devido à previsão de chuva por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada e de rajadas fortes de vento.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.