O setor da saúde é da competência das 17 comunidades autónomas espanholas e, com esta medida, o Governo regional de Madrid pretende proteger uma parte importante da população mais vulnerável à covid-19.

As autoridades regionais da capital espanhola já tinham feito uma primeira distribuição deste tipo de máscaras de proteção na fase final da primeira vaga de pandemia, por toda a população, e uma segunda vez apenas pelas pessoas mais vulneráveis.

As farmácias da comunidade vão entregar a partir de hoje uma máscara e a partir de 19 de maio próximo uma segunda a quem apresentar o cartão de saúde ou o cartão de cidadão do beneficiário da medida.

As máscaras de proteção FFP2 são indicadas para o pessoal de saúde e têm níveis de filtração geralmente superiores a 92%, em conformidade com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças.

O debate sobre a utilização deste tipo de máscaras apareceu há algumas semanas na Europa depois de a França as ter recomendado e a Alemanha as ter tornado obrigatórias em locais públicos, como transportes públicos e comércio, como forma de luta contra as novas variantes da pandemia.

Outros países, como a Bélgica, mantêm a recomendação de utilizar máscaras higiénicas ou cirúrgicas, em geral, desde que sejam utilizadas corretamente (com a duração, cobertura da boca e do nariz e sem que sejam dobradas) ou máscaras de pano (com dupla camada e, se possível, com um filtro húmido entre elas).

A região de Madrid foi até agora a mais atingida pela pandemia com 12.741 mortes num total nacional de 60.370.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.