“A análise mostrou que 5,8 milhões de toneladas de trigo foram colhidas em áreas que não estavam sob o controle ucraniano. Isto representa uma perda de 1.000 milhões de dólares”, lê-se numa nota publicada no ‘site’ do NASA Harvest, o programa de agricultura e segurança alimentar da agência aeroespacial dos Estados Unidos.

O NASA Harvest inclui dados de satélite e modelos produzidos em colaboração com agências parceiras.

No total, a colheita de trigo ucraniano ascendeu a 27 milhões de toneladas este ano, abaixo do recorde de 33 milhões de toneladas, registado em 2021.

Citado na mesma nota, o investigador e consultor do NASA Harvest Joseph Glauber referiu que a estabilização do preço global do trigo no verão pode ser justificada pela diminuição da procura e aumento da oferta.

Ainda assim, alertou que tal não significa que a “crise alimentar acabou”, notando que os “preços internacionais dos alimentos permanecem historicamente altos”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.