“Estou verdadeiramente chocado com o resultado do referendo. Nós apoiámos o nosso partido membro, o partido trabalhista do Reino Unido, na sua campanha pelo ‘Remain’ (permanecer). Queríamos uma Bretanha forte numa Europa forte, e estávamos a trabalhar por uma Bretanha Social numa Europa Social. Agora temos de redobrar os nossos esforços conjuntos”, afirmou o presidente do PES, Sergei Stanishev.

Apontando que, acima de tudo, é necessário “respeitar a escolha do povo britânico”, o PSE – família política que integra o Partido Socialista (PS) – no entanto “lamenta profundamente” o desfecho do referendo, por ainda acreditar que o ‘Remain’ era a melhor opção para todas as partes, mas sublinha que agora é altura de seguir em frente.

“O referendo no Reino Unido sobre a UE consumiu imensas energias dos nossos partidos políticos por toda a Europa. Finalmente, ficou para trás. Agora, os Socialistas e Democratas europeus, os partidos trabalhistas e todos os partidos progressistas devem focar-se num único objetivo: assumir a liderança para aproximar a Europa dos seus povos”, acrescentou Stanishev.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair a União Europeia, depois de o 'Brexit' ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, segundo os resultados finais.

Os defensores da saída do Reino Unido do bloco europeu tiveram 17,41 milhões de votos e os partidários da permanência na União Europeia obtiveram 16,14 milhões de votos, de acordo os dados divulgados no portal da BBC após ter terminado o apuramento em todos os 382 círculos eleitorais.

Os resultados do referendo fizeram cair a libra para o valor mais baixo desde 1985

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.