Aqueles dois ‘grandes’ do futebol português terão ainda de pagar multas de 300 mil e 250 mil euros, respetivamente, pelo incumprimento da regra de não existirem dívidas de salários, direitos de transferência ou pagamentos de natureza social.

Também o Santa Clara está na lista de oito clubes advertidos pela CFBC da UEFA pelas regras do ‘fair play’ financeiro, devendo pagar um valor de 75 mil euros.

Os outros cinco clubes em causa são Astana (Cazaquistão), Cluj (Roménia), CSKA Sófia (Bulgaria), Bétis (Espanha) e Mons Calpe (Gibraltar).

As multas variam entre os apenas 15 mil euros do Mons Calpe e os 300 mil euros do FC Porto, o valor mais elevado.

Se os clubes não apresentaram o comprovativo de não dívidas até 31 de janeiro de 2022, ficam excluídos por três épocas (2022/23, 2023/24 e 2024/25) das competições europeias para que se venham a qualificar.

O atual sistema de monitorização de ‘fair play’ financeiro está a ser revisto, face às enormes perdas na indústria do futebol por causa da pandemia de Covid-19.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.