"Nesta semana, anunciamos oficialmente, vou a Cuba", declarou o presidente americano no discurso de rádio semanal. A visita prevista para 21 e 22 de março tem um caráter histórico, pois o último presidente dos Estados Unidos em funções a visitar Cuba foi Calvin Coolidge, em 1928.

A viagem deverá "abrir um novo capítulo no nosso relacionamento com o povo de Cuba", disse Obama. "Acredito que a melhor maneira de promover os interesses e valores americanos, e a melhor maneira de ajudar o povo cubano a melhorar sua vida, é através do compromisso, mediante a normalização das relações entre nossos governos e o aumento do contacto entre nossos povos", considerou o presidente.

Obama destacou que "a mudança não acontecerá em Cuba do dia para a noite", já que se a ilha "abrir-se mais, isso vai significar mais oportunidades e recursos para os cidadãos cubanos".

Em dezembro de 2014, Obama anunciou que havia participado com o presidente Raúl Castro em conversas secretas para uma aproximação. As relações diplomáticas foram restabelecidas formalmente em julho de 2015.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.