Promovida por vários ministros do governo islâmico-conservador turco, a hashtag tornou-se rapidamente um dos temas mais populares no Twitter. "O nosso presidente, o senhor @RT_Erdogan, foi recebido com grande entusiasmo pelos cidadãos americanos e pelos nossos compatriotas", tuitou o chanceler Mevlut Cavusolgu, que acompanha Erdogan em Washington. "#WeLoveErdogan", acrescentou.

Mas a campanha desapareceu rapidamente da lista dos temas mais populares da rede social. "A hashtag #WeLoveErdogan esteve entre as mais partilhadas do mundo, mas de seguida foi censurada de uma maneira inacreditável", protestou o presidente do município de Ancara, Melih Gokceka. Alguns internautas sugeriram que o Twitter pode ter tirado a hashtag porque muitos tuítes foram gerados de forma artificial, ou simplesmente devido ao complexo algoritmo que determina as tendências na plataforma. 

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.