Durante dois dias, em abril, a ACT realizou ações inspetivas em todo o território continental, com o objetivo de verificar a regularidade do recurso a contratos de prestação de serviço no âmbito da comunicação social.

"Esta intervenção envolveu cerca de 145 inspetores do trabalho, de diversos locais da ACT, tendo sido visitadas 197 empresas - além ainda de entidades em Lisboa e Porto, teve também enfoque em rádios e imprensa de âmbito regional", refere a ACT, em comunicado.

"Nas entidades visitadas foram identificados cerca de 600 trabalhadores, entre os quais foram detetados mais de 100 falsos prestadores de serviços", acrescenta a Autoridade para as Condições do Trabalho.

A entidade refere ainda que "está a acompanhar todas as situações irregulares detetadas, encontrando-se a adotar os respetivos procedimentos a fim de ser reposta a legalidade".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.