De acordo com a imprensa turca, a agressão registou-se no voo que transportava a seleção turca para Trieste, de onde a seleção partirá para enfrentar no domingo a Eslovénia.

O diário turco Hürriyet relata que Turan agrediu repetidamente o jornalista, acusando-o de escrever mentiras sobre ele e outros jogadores.

Em particular, o jogador apontou textos do jornalista dando conta de alegadas exigências remuneratórias suas e de outros jogadores da seleção.

Hoje, Arda Turan defendeu-se na rede social Instagram, defendendo o seu comportamento como “sincero, honrado e nobre”.

A Associação de Jornalistas Desportivos da Turquia condenou, entretanto, o jogador, considerando “totalmente inaceitável” a agressão.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.