A notícia é avançada esta quarta-feira pelo jornal Público. E o montante em questão ronda a um milhão de euros relativamente ao final da época 2018/2019.

Segundo o diário, como a Autoridade Tributária (AT) e a Segurança Social desconheciam este facto, emitiram certidões nas quais não constam dívidas, o que permitiu avançar com o licenciamento e consequente participação nas competições organizadas pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional. Neste caso, na I Liga.

De acordo com o jornal, esta "eventual ilegalidade é assumida nas próprias contas da SAD e sublinhada por um dos auditores que as certificou".

O presidente da SAD do Belenenses, Rui Pedro Soares, ao Público, justificou os valores em questão "com alguns adiantamentos feitos a jogadores", mas que do ponto de vista da SAD "não há lugar ao pagamento de qualquer imposto relacionado com estes vencimentos".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.