Num comunicado publicado no sítio oficial dos ‘encarnados’ na Internet, as ‘águias’ queixam-se ainda das sanções disciplinares aplicadas pelo Conselho de Disciplina (CD) da FPF em relação ao jogo.

Os lisboetas queixam-se do facto de a invasão de campo de um adepto portista, que empurrou o jogador do Benfica Pizzi, ter resultado em “apenas uma multa”, no valor de 2.860 euros.

O emblema encarnado diz ainda ter requerido “conhecimento do estado em que se encontra o processo disciplinar aberto a Luís Gonçalves, diretor-geral do FC Porto”, e atirou-se à ausência de sanções para um alegado arremesso de bolas de golfe durante o ‘clássico’.

“O Benfica não deixa de mostrar estranheza e perplexidade pelo arremesso de objetos para dentro de campo não terem sido sancionados quando foi visível o lançamento de bolas de golfe na direção do guarda-redes Bruno Varela”, aponta a nota das ‘águias’, que refere ainda o arremesso de “hastes de bandeiras para cima do banco de suplentes”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.