O ‘chapa sete’ do adversário do Benfica na Liga dos Campeões começou a ser construído aos 17 minutos, num golo de livre direto de Leroy Sane, que assistiu Kimmich para o 2-0 aos 27, com Gnabry a aumentar a contagem aos 32 e um autogolo de Lampropoulos (43) a fixar o marcador nos 4-0 ao intervalo.

Depois do descanso, o polaco Lewandowski somou novo jogo seguido a marcar, aos 61, antes de Kimmich ‘bisar’ quatro minutos depois, e o camaronês Choupo-Moting fechou a contagem aos 79.

É o quarto triunfo seguido da equipa de Julian Nagelsmann, que agora lidera à condição, com 13 pontos, mais um do que o Wolfsburgo, que, no domingo, recebe o Eintracht Frankfurt. O Bochum é 17.º e penúltimo, com três.

Nos outros três jogos à mesma hora, registou-se apenas um golo, por contraponto à ‘chuva’ em Munique: Niederlechner (79) fez o único tento do Augsburgo, que conseguiu vencer pela primeira vez, na receção ao Borussia Mönchengladbach, que somou a terceira derrota em cinco jornadas.

O Mainz subiu ao terceiro lugar à condição, com 10 pontos, com o empate a zero com o Friburgo, quinto classificado, e Arminia Bielefeld e Hoffenheim, no meio da tabela, também não saíram do ‘nulo’.

Ainda hoje, pelas 17:30 de Lisboa, o Leipzig, de André Silva, procura fugir da ‘crise’ de resultados, com apenas uma vitória e três derrotas, em casa do Colónia, sétimo classificado com sete pontos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.