Na distância em que foi campeão mundial em 2017 e 2018, e terceiro em 2019, nesta mesma cidade, Pimenta impôs-se sem grandes dificuldades aos rivais, os húngaros Balint Noe, segundo, e Kornel Beke, terceiro, ao registar um tempo de 20.03,09 minutos.

Medalha de prata nos Jogos de Londres2012 em K2 1.000 metros, ao lado de Emanuel Silva, Pimenta soma ainda nove medalhas em Mundiais, com mais uma no campeonato do mundo de maratonas, 16 em Europeus, duas em Universíadas e quatro em Jogos Europeus, numa ‘amostra' do centenário que hoje completou.

Já hoje, Joana Vasconcelos venceu a final de K1 500 metros, ao registar um tempo de 1.54,03 minutos, superando sobre a meta a espanhola Isabel Contreras, segunda, e a belga Hermien Pieters, terceira.

Com ouro em K1 1.000 metros e K1 5.000 e a prata em K1 500 de Fernando Pimenta, o ouro em K1 500 e o bronze em K1 200 de Joana Vasconcelos e a prata em 200 VL2 e o bronze em VL2 500 de Norberto Mourão, em paracanoagem, Portugal somou sete ‘metais’ em Szeged.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.