Ángel Di María foi substituído aos 62 minutos, quando a partida ainda estava 1 - 0 a favor do Paris Saint-Germain. Antes de sair para o balneário, trocou algumas palavras com o técnico Mauricio Pochettino, provavelmente sobre a razão que levou à substituição do avançado argentino: a sua casa tinha sido assaltada durante o jogo.

Segundo o jornal francês L’Équipe, a casa do avançado argentino foi assaltada com as duas filhas e a mulher no interior, tendo ficado retidas pelos assaltantes, numa noite em que, avança a mesma fonte, a casa de outro atleta dos campeões franceses, o brasileiro Marquinhos, também foi atacada.

Segundo o mesmo jornal, este assalto foi direcionado à habitação do pai do 'capitão' do emblema parisiense.

"Estamos desapontados pela perda dos três pontos, mas o grupo estava preocupado com coisas com as quais provavelmente vocês já estão cientes", disse Pochettino na conferência de imprensa, salientando que tal não era "uma desculpa", mas frisando que tal levou a uma "queda incomum de energia".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.