Em carta enviada ao Secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, o COP deu nota da “necessidade” dessas orientações “serem emanadas tão rapidamente quanto possível”, pois o organismo entende que das mesmas “muito dependerá a sustentabilidade das organizações desportivas, nomeadamente dos clubes, na preparação da próxima época desportiva”.

Face aos constrangimentos causados pela covid-19, que acabou com épocas desportivas de várias modalidades em todo o mundo, o COP recorda à tutela a recente posição pública do Departamento de Economia e Assuntos Sociais das Nações Unidas, que recomenda às autoridades governamentais a adoção de políticas que possam proteger o desporto do forte impacto causado pela pandemia.

No entender do COP, o restabelecimento de sinais de retoma da atividade “será essencial” para potenciar uma melhoria do processo de treino dos atletas que já puderam regressar à prática regular, nomeadamente de alto rendimento e seleções nacionais.

Não menos importante, irá permitir “resgatar a confiança dos restantes atletas que representam a larga maioria dos praticantes desportivos, assim como das respetivas famílias”.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 346 mil mortos e infetou mais de 5,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Quase 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.342 pessoas das 31.007 confirmadas como infetadas, e há 18.096 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.