Em comunicado divulgado na sexta-feira, a AMA explica que medidas como a análise de amostras, transporte, programas educativos e outras atividades ficam condicionadas pelo fecho de fronteiras e o procedimento de quarentena ou isolamento social obrigatório, além do cancelamento generalizado de voos.

"Vamos continuar a defender que a saúde de todos os interessados possa ser protegida e a integridade do sistema mundial de combate ao doping possa manter-se tanto quanto possível", explicou o presidente da AMA, Witold Banka.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, infetou mais de 265 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 11.100 morreram. Das pessoas infetadas, mais de 90.500 recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro de 2019, e espalhou-se por mais de 182 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, que se encontra em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira, a Direção-Geral da Saúde elevou na sexta-feira hoje o número de casos confirmados de infeção para 1.020, mais 235 do que no dia anterior. O número de mortos no país subiu para seis.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.