“O desporto, e o futebol em particular, tem uma dimensão social e económica que não pode continuar a ser menosprezada. Trazer a fase final da Liga dos Campeões para Portugal mereceu uma cerimónia pomposa para depois, no que realmente conta, os clubes portugueses serem deixados à sua sorte”, refere o clube, na sua publicação Dragões Diário.

Os ‘dragões’ lembram que no sábado tem início o campeonato de andebol e lamentam que devido à continuidade da proibição de acesso de espetadores aos espetáculos desportivos, anunciada na quinta-feira, os adeptos do FC Porto sejam obrigados a apoiar a equipa à distância,

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou na quinta-feira que os estádios de futebol e os restantes recintos desportivos vão continuar sem público, referindo que existem diferenças entre estar num estádio de futebol ou numa sala de cinema ou teatro.

“Todos os que já foram a recintos desportivos sabem que o comportamento num cinema ou num teatro é muito diferente de assistir a um evento desportivo”, explicou.

O primeiro-ministro salientou que esta diferença de comportamentos impõe restrições para a existência de público nos estádios e em outros recintos desportivos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 904 mil mortos e quase 28 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.852 pessoas dos 62.126 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.