Realizada em ambientes inóspitos, a prova não é conhecida pelo conforto nem pela facilidade com que é feita. Desde que teve início em 1978, são já 26 o número de mortes contabilizadas em variadas situações durante a prova.

O número engrossou-se durante a edição desde ano com o falecimento do piloto português Paulo Gonçalves, na sequência de uma queda, durante a sétima etapa entre Riade e Wadi Ad-Dawasir, na Arábia Saudita, e de Edwin Straver, que morreu hoje depois de um acidente.

As vítimas do Dakar iniciaram-se logo no ano seguinte à estreia da competição. Recordemos as 37 vítimas mortais. 

- 1979: Um jovem ‘motard’, Patrice Dodin, morre em Agadés, no Níger, quando se encontrava fora de corrida.

- 1982: O piloto holandês de motos Bert Ooesterhuis morre na sequência de uma queda.

- 1983: O ‘motard’ francês Jean-Noel Pineau é colhido mortalmente por um carro, a 100 quilómetros do final de uma etapa que terminava em Ougadougou.

- 1986: O piloto japonês Yasuo Kaneko morre na sequência de um acidente com a sua moto, quando se encontrava a efectuar o percurso entre Paris e Sete, em França.

A queda de um helicóptero provoca a morte dos seus cinco ocupantes, entre os quais o organizador e fundador do rali, Thierry Sabine, o cantor Daniel Balavoine, a jornalista Nathalie Odent, o piloto François-Xavier Bagnoud e Jean-Paul Le Fur, técnico da Rádio Televisão do Luxemburgo.

O italiano Giampaolo Marinoni morre 48 horas depois de terminar um percurso. Durante o mesmo, uma queda provocou graves lesões no fígado do piloto, tendo este, no entanto, prosseguido em prova sem se dar conta da gravidade dos ferimentos.

- 1988: Naquela que foi a 10ª edição do Dakar morrem seis pessoas: o piloto de camião holandês Kees Van Loevezijn, o piloto francês Patrick Canado (Automóveis), o ‘motard’ Jean-Claude Hugger, uma criança da aldeia de Kitta, no Mali, e uma mulher e um menino na Mauritânia.

- 1991: O francês Charles Cabannes, piloto de um camião de assistência da Citroen, morre vítima de disparos, em Im Kaduane, no Mali, na sequência da troca de tiros disparados pela população tuareg do norte.

- 1992: O camião de assistência dos franceses Jean-Marie Sounillac e Laurent Le Bourgeois despista-se quando chegava à meta da segunda etapa e causa a morte dos seus dois ocupantes.

Morre o francês Gilles Lalay, vencedor do Dakar em 1989, após chocar com a sua moto Yamaha contra um veículo de assistência médica.

- 1994: O ‘motard’ belga Michel Sansen, de 59 anos, morre na sequência de uma queda sobre uma pista de areia, numa edição em que também é vítima uma criança senegalesa, atropelada por um veículo de assistência médica.

- 1996: O francês Laurent Gueguen, piloto de um dos camiões em prova, morre após chocar com uma mina abandonada durante a quinta etapa do percurso.

- 1997: O francês Jean-Pierre Leduc, da KTM, morre na sequência de uma queda da sua moto quando efectuava a passagem ao 247º quilómetro da segunda etapa, disputada entre a localidade senegalesa de Tambacunda e Kayes, no Mali.

- 2002: O preparador de veículos da equipa Toyota Trophy, Daniel Vergnes, morre quando se dirigia para Tidjikja (Mauritânia), a meta da 11ª etapa.

- 2003: O co-piloto francês Bruno Cauvy, acompanhante do seu compatriota Daniel Nebot, morre num acidente numa travessia das dunas durante a 10ª etapa, disputada na Líbia.

- 2005: O motard amador espanhol José Manuel Perez morre quatro dias depois de ter caído durante a sétima etapa, disputada entre Zouerat e Tichit, na Mauritânia.

Um dia depois da morte de Perez, morre o motard italiano Fabrizio Meoni, duplo vencedor do Dakar em 2001 e 2002, vítima de uma queda durante a 11ª etapa, disputada entre Atar e Kiffa, igualmente na Mauritânia.

- 2006: O motard australiano Andy Caldecott (KTM) morre vítima de uma queda durante a nona etapa da prova, disputada entre Nouakchott e Kiffa, na Mauritânia.

- 2007: O motard sul-africano Elmer Symons (KTM) morre vítima de uma queda durante a quarta etapa, disputada entre Er Rachidia e Uarzazate, em Marrocos.

O ‘motard’ francês Eric Aubijoux (Yamaha), de 42 anos, é vitimado por uma paragem cardíaca na ligação da penúltima etapa, entre as cidades senegalesas de Tambacunda e Dakar.

- 2009: O ‘motard’ francês Pascal Terry foi encontrado morto, dois dias depois de estar a ser procurado pela organização da prova, que pela primeira vez se disputa na Argentina e Chile.

O piloto, que se estreava no Dakar, foi encontrado numa zona de difícil acesso, numa área com vegetação densa.

- 2012: O ‘motard’ argentino Jorge Martinez Boero morre, na sequência de uma queda, a dois quilómetros da meta da 1.ª etapa, perto de Necochea, na Argentina.

- 2013: O ‘motard’ francês Thomas Bourgin, que se estreava na prova, morreu ao bater frontalmente com a sua moto KTM num carro da polícia na estrada Paso de Jama, do lado chileno da cordilheira dos Andes.

- 2014: O piloto belga Eric Palante morreu devido a uma queda na quinta etapa, entre Chilecito a Tucuman, na Argentina.

- 2015: O ‘motard’ polaco Michal Hernik foi encontrado sem vida, junto à sua moto, durante a terceira etapa da prova. A autópsia revelou que o ‘motard’ faleceu devido a hipotermia.

- 2020: O piloto português Paulo Gonçalves morreu na sequência de uma queda, durante a sétima etapa entre Riade e Wadi Ad-Dawasir, na Arábia Saudita.

- 2020: O piloto holandês Edwin Starver morreu no hospital, oito dias depois de sofrer um acidente na 11.ª etapa, entre Shubaytah e Qiddiya.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.