"Olá. Meu nome é Frederico Morais, tenho 7 anos e ainda vão ouvir falar muito de mim". Dirigida à redação da Surf Portugal, a missiva chegou num envelope à publicação acompanhada de uma fotografia. O conteúdo, feito com a ajuda materna, datado dos finais dos anos 90 do século passado, escondia o sonho de uma criança que queria ser surfista profissional, desejo esse hoje realizado.

A frase, que é conhecida e extravasa o mundo do surf, tem dono: Frederico Morais, “Kikas”, como é conhecido o surfista que, desde o ano passado, pertence à elite mundial, competindo no World Surf League (WSL), Circuito Mundial de surf. E nasce após uma ida a uma das primeiras etapas do CT (Championship Tour) que se disputaram em Portugal, mais precisamente na Figueira da Foz, areal onde viria a tirar uma fotografia com o seu herói da altura, Tiago Pires (que andou no CT entre 2008 e 2014), a quem “arrancou” também um autógrafo.

Para além desta ligação estabelecida entre os dois melhores surfistas portugueses, a Figueira da Foz, que será palco da 3ª etapa da Liga Meo Surf que arranca hoje na Praia do Cabedelo, testemunhou a estreia de competições do Circuito Mundial (CT) em Portugal. Foi em outubro de 1996 durante o Coca-Cola Figueira Pro, etapa que contou com quatro surfistas portugueses, Miguel Diniz, Rodrigo Herédia, Bruno Charneca e João Antunes, com este último a passar o heat, sendo o primeiro surfista nacional a consegui-lo.


A famosa onda da praia do Cabedelo foi, antes da entrada em cena de Super Tubos, em Peniche, o palco privilegiado de passagem do CT por águas portuguesas. Ao todo por quatro vezes 1996, 1997, 2000 e 2002 (que não chegou ao fim por falta de ondas), sendo que em 2001 não se realizou por causa do atentado do 11 de setembro. O Figueira Pro (WQS 3 estrelas), em 1995 e o 2010 Luisiaves Figueira Pro (WQS 6 estrelas) foram outras provas internacionais a ter lugar na praia da zona centro do país.

Como outra nota de curiosidade, Sunny Garcia (Havai), campeão mundial em 2000, ofereceu na Figueira da Foz uma prancha a João Guedes (campeão nacional 2009), sendo que no ano em que arrecadou o título, na etapa da Figueira da Foz o melhor português foi Tiago Pires (17º), prova em que saiu vencedor o americano Rob Machado.

Crianças dão o exemplo com limpeza das praias. E a praia do Cabedelo ganha holofotes

O Allianz Figueira Pro, terceira de cinco etapas da Liga MEO Surf 2018, arranca hoje, 1 de junho, Dia Mundial da Criança. A Praia do Cabedelo, na Figueira da Foz, será igualmente a terceira etapa da ação de limpeza de praia de âmbito nacional que decorre durante a competição e que conta com o apoio da Fundação PT.

Com 360 kg de plástico recolhido nas duas etapas anteriores, esta iniciativa, que decorre até dia 3, representa mais um passo para atingir o objetivo final de recolher uma tonelada de lixo durante as cinco etapas da Liga em 2018.

Alunos das escolas EB1 de Paião e EB1 de Alqueidão, ambas do concelho da Figueira da Foz, voluntários e os surfistas Marlon Lipke e Gony Zubizarreta serão os atores principais desta iniciativa de educação e consciencialização ambiental que conta com o envolvimento do Lixo Zero Portugal e do movimento Não Lixes.

Por último, será apresentado o projeto de iluminação da Praia do Cabedelo, uma infraestrutura única a nível nacional e pioneira a nível internacional que permitirá fazer surf à noite. A apresentação decorre às 15 horas, nos Paços do Concelho.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.