A decorrer em Perth, na Austrália, a final abriu com o triunfo da número um francesa, 40.ª do 'ranking' WTA, sobre anfitriã Ajla Tomljanovic (51.ª), por 6-1 e 6-1, em uma hora e 11 minutos de encontro.

Aos 26 anos, Tomljanovic, jogadora de origem croata, fez a sua estreia em representação da Austrália, cerca de um mês depois de ter recebido autorização da Federação Internacional de Ténis.

No segundo encontro, Ashleigh Barty compensou a estreia negativa da colega com um triunfo ainda mais expressivo, por 6-0 e 6-0, sobre Caroline Garcia, que resistiu apenas 56 minutos em campo frente à recém-vencedora da WTA Finals e atual campeã de Roland Garros.

A final prossegue no domingo, com os restantes dois encontros de singulares, seguidos do de pares. Se os capitães não fizerem alterações, os embates de singulares deverão opor Barty a Mladenovic e Tomljanovic a Garcia.

A Austrália procura conquistar a prova pela oitava vez, primeira nos últimos 45 anos, enquanto a França tenta chegar ao seu terceiro título, depois das vitórias em 1997 e 2003.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.