“Congratulamo-nos com os esforços do governo para permitir a realização das provas desportivas profissionais e com o apoio demonstrado ao regresso do campeonato”, declarou um porta-voz da F1 ao grupo audiovisual público britânico BBC.

A etapa britânica do Mundial de F1 foi ameaçada pela medida de quarentena obrigatória de 14 dias imposta a quem viaja para Inglaterra, a implementar a partir de 08 de junho e destinada a limitar a propagação do novo coronavírus.

“Continuaremos um diálogo estreito com as autoridades nas próximas semanas, enquanto nos preparamos para a retomada do campeonato durante a primeira semana de julho”, acrescentou o porta-voz.

A temporada de F1 de 2020 deve começar com as duas primeiras corridas na Áustria, em 05 e 12 de julho. A Hungria também deve sediar uma corrida, prevista para 19 de julho.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 370 mil mortos e infetou mais de 6 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 2,5 milhões de doentes foram considerados curados.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.