O treinador, de 53 anos, não resistiu à série de resultados menos positivos nas últimas sete jornadas em que o Académico de Viseu não conseguiu nenhuma vitória, e colocou o lugar à disposição da administração da SAD, que aceitou a saída do técnico que já não orientou o treino da tarde.

Francisco Chaló chegou ao Académico em dezembro de 2016, para substituir André David, assumindo então a equipa no 19.º lugar da II Liga de futebol, garantindo a manutenção no ‘play-off’, frente ao Merelinense, do Campeonato de Portugal.

Esta temporada a aposta da direção do clube beirão passa pela subida à I Liga, com um forte investimento na constituição do plantel. O Académico começou bem a época e andou pelos primeiros lugares, chegou a liderar o campeonato, com vários pontos de vantagem, que desperdiçaram numa série de sete jogos sem vencer, com cinco empates e duas derrotas, a última das quais no passado domingo frente ao Arouca (1-3).

No final do jogo, Francisco Chaló foi alvo da contestação dos adeptos. Colocou o lugar à disposição e a direção do clube, liderada por António Albino, aceitou e acertou a rescisão de contrato com o técnico.

Quanto ao novo treinador, poderá ser apresentado nas próximas horas, devendo estrear-se no domingo, no jogo da jornada 24 da II Liga, no Seixal frente ao Benfica B.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.