Filipe Lima, que ocupa a 12.ª posição do ‘ranking’ do ‘Challenge Tour’, a segunda divisão do circuito profissional europeu, marcou hoje cinco ‘birdies’ (uma pancada abaixo do par) e quatro ‘bogeys’ (uma acima).

O outro português em prova, Ricardo Santos, ocupa a 38.ª posição, depois de hoje ter marcado 73 ‘shots’, uma acima do par do campo, numa volta em que os seus cinco ‘birdies’ não compensaram os dois ‘bogeys’ e dois ‘duplos bogeys’ (duas acima).

Em declarações à Federação Portuguesa de Golfe, Filipe Lima admitiu que o resultado não é mau e que já fez 95% do trabalho para conseguir o cartão que dá acesso ao ‘European Tour’, no qual o português Ricardo Melo Gouveia já assegurou a manutenção.

“Uma [pancada] abaixo do par não é nada mau, não foi um grande dia nem um dia muito mau. Este é um campo difícil e costuma ter muito vento, hoje não esteve muito. 95% do trabalho da época está feito”, afirmou Lima, que se estreou no ‘European Tour’ em 2004.

No ano passado, no mesmo campo, no sultanato de Omã, o português Ricardo Melo Gouveia sagrou-se campeão do ‘Challenge Tour’ de golfe ao vencer a Grande Final, e tornou-se o primeiro português a ganhar a ordem de mérito de um circuito internacional.

A Grande Final é liderada por um trio formado pelo inglês James Heath, pelo espanhol Pep Angles e pelo francês Matthieu Pavon, que segue com 66 pancadas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.