Hoje, a imprensa, citando o empresário de Advocaat, refere que o técnico de 69 anos e a KNVB chegaram a acordo, para que este substitua no cargo Danny Blind, despedido em março, após a seleção perder com a Bulgária por 2-0.

A KNVB não confirma, no entanto, a situação, mas agendou a conferência para terça-feira na sede do organismo, com o objetivo de indicar qual o novo selecionador e a equipa técnica que o vai acompanhar.

Advocaat, atual técnico dos turcos do Fenerbahçe e que poderá na seleção ter como adjunto o ex-internacional Ruud Gulit, tinha anunciado em março que seria a sua última temporada como treinador e que pretendia retirar-se do futebol.

À frente da seleção holandesa, o técnico terá a complicada tarefa de conseguir um lugar na qualificação para o Mundial2018, quando a Holanda é quarta no seu grupo, atrás de França, Suécia e Bulgária.

Com cinco jornadas disputadas, os holandeses têm apenas sete pontos, enquanto a França tem 13, a Suécia 10 e a Bulgária nove, num apuramento que qualifica diretamente apenas o primeiro e os oito melhores segundos disputarão um ‘play-off’.

O técnico esteve à frente da seleção em 1992/95 e 2002/04, num percurso em que treinou também a Bélgica, Sérvia, Emirados Árabes Unidos e a Coreia do Sul, além de clubes como Sunderland, PSV, AZ Alkmaar, Zenit ou Rangers.

A Holanda terá jogos particulares com Marrocos, a 31 de maio, e Costa do Marfin, a 4 de junho, antes de receber o Luxemburgo a 9 de maio, em novo jogo de qualificação do grupo A da zona europeia para o Mundial2018.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.