João Almeida terminou a seis minutos Colbrelli, que percorreu os 179,2 quilómetros da prova em 4:19.45 horas e se impôs ao ‘sprint’ ao belga Remco Evenepoel, enquanto o francês Benoit Cosnefroy terminou no terceiro lugar, a 1.30 minutos do vencedor.

Evenepoel liderou a fuga dos três ciclistas que terminaram no pódio, levando mesmo à ‘descolagem’ de Cosnefroy, mas foi incapaz de resistir ao ataque já com a meta à vista de Colbrelli, que nunca colaborou com o belga, nem mesmo quando este o convidou a partilhar o esforço.

A Itália venceu pela quarta vez consecutiva a competição de elite nos Europeus de estrada, sempre através de ciclistas diferentes, depois dos sucessos de Matteo Trentin, em 2018, Elia Viviani, em 2019, e Giacomo Nizzolo, em 2020.

Rui Costa, campeão mundial em 2013 e sexto classificado nos Europeus de 2016 — a melhor classificação de sempre de um corredor português -, terminou pouco atrás de João Almeida, no 18.º lugar, a 9.13 minutos de Colbrelli.

Nelson Oliveira foi 28.º posicionado, também a 9.13 minutos do novo campeão europeu, e o último dos seis representantes lusos que terminou a prova, uma vez que Ruben Guerreiro, Rui Oliveira e Rafael Reis foram três dos muitos participantes que desistiram.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.