“A Liga será a primeira entidade a falar com o Sindicato e está absolutamente solidária contra a ‘onda’ que coloca em causa a integridade dos atletas profissionais”, disse fonte da Liga à agência Lusa.

Na segunda-feira, é esperado que a Liga receba o Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol, no Porto, às 15:00, num encontro em que deverá marcar presença o presidente do SJPF, Joaquim Evangelista, e ‘capitães’ de equipa da I e II Ligas.

Em causa está o clima que envolve o futebol português, com os jogadores a serem alvo de suspeições e ofensas, sendo o caso mais recente o do guarda-redes Vagner, do Boavista, que levou na quinta-feira o treinador ‘axadrezado’ Jorge Simão a considerar a situação “inacreditável”.

“É absolutamente inacreditável como as coisas se processam, com danos fortes para o jogador em causa, para o clube e para a família, principalmente, do Vagner. Acho inacreditável como se cria uma situação destas com base em nada”, disse o técnico.

A mesma fonte da Liga salientou à Lusa que “o ministério público abre os processos tendo em conta critérios meramente jurídicos” e que, “processualmente, são os passos normais nestas situações, pelo que não faz sentido este mediatismo que afeta pessoalmente os futebolistas”.

Depois da reunião de segunda-feira, deverão realizar-se, na terça-feira, encontros do SJPF e dos ‘capitães’ das equipas da I e II Ligas com a Federação Portuguesa de Futebol e com a Secretaria de Estado da Juventude e Desporto, em Lisboa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.