Depois de, na semana passada, ter vencido por 1-0 no Luxemburgo, com um golo de Joseph aos 90+3 minutos, a turma minhota parte em vantagem para o jogo decisivo, mas o técnico realçou que os seus pupilos vão ter de ser "concentrados" e "competitivos" para seguirem para a próxima fase, apesar de pertencerem a um campeonato mais forte, a I Liga portuguesa.

"É mau prenúncio pensar que temos a vida facilitada. Estas equipas estão muito motivadas no contexto em que se encontram. (...) Muitas vezes, a teoria é vencida pela vontade e pelo querer. Temos de perceber que não vamos ter facilidades", salientou, na antevisão ao jogo de quinta-feira, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

O treinador, de 43 anos, lembrou que tanto o futebol português como o internacional já foram palcos de surpresas, mas realçou a crença na valia dos seus jogadores para serem "melhores e mais fortes", jogarem "nitidamente para ganhar", e "aumentarem a vantagem".

Ivo Vieira frisou, aliás, que o seu objetivo para temporada 2019/20 é criar "uma equipa de ataque", pronta a correr "riscos" para criar ocasiões de golo, apesar de ter ainda muito a melhorar na finalização.

"A finalização é um processo natural de treino. Ficaria preocupado se não tivéssemos conseguido tirar cruzamentos, criar oportunidades de golo. Os índices estão adequados à altura da época. Em termos defensivos, também podemos ser mais fortes", disse.

À espera de "um ambiente interessante" no seu primeiro jogo oficial como técnico do Vitória no D. Afonso Henriques, o treinador antecipou que a Jeunesse Esch tanto pode jogar em 5x3x2, o sistema tático que esperava na primeira mão, e o 5x4x1, modelo realmente utilizado, que dificultou a "superioridade" vitoriana nas alas.

Além de Wakaso, André André, Ola John e Aziz, jogadores ausentes dos relvados desde o início da época, Ivo Vieira também não vai contar com Mikel, médio com lesão muscular na coxa direita, e tem ainda Joseph em dúvida, mas disse confiar no desempenho dos elementos disponíveis.

"A cada dificuldade, vamos ser mais fortes e competitivos. Há um leque de jogadores impedidos por lesão, mas temos de ir para a guerra com aquilo que temos. Os [jogadores] que estão darão uma resposta cabal no jogo", anteviu.

Ao lado de Ivo Vieira, o extremo Rochinha reconheceu as "qualidades" da turma luxemburguesa, mas considerou que o Vitória tem capacidade para "criar mais oportunidades" do que na primeira mão, "concretizá-las" e seguir para a terceira pré-eliminatória, na qual pode defrontar o Ventspils (Letónia) ou o Gzira United (Malta).

O Vitória de Guimarães recebe a Jeunesse Esch, do Luxemburgo, num jogo agendado para as 20:00 de quinta-feira, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, com arbitragem do russo Vitali Meshkov.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.